terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Lixeiro ou Agente Ambiental?


Lixeiro ou Agente Ambiental
Jorge Saladino

Na onda do politicamente correto onde o que vale é dar um novo nome engraçadinho à velhos problemas ao invés de resolve-los, a prefeitura de São José dos Campos e suas “mentes brilhantes” redescobriram a roda e, afim de acabar com a “invisibilidade” social dos garis da cidade, descoberta depois de um e-mail pequeno-burguês que circulou a net de um suposto acadêmico que passou anos fingindo ser gari para chegar a brilhante conclusão de que as pessoas não estão nem ai para aqueles que limpam suas ruas, privadas, servem suas comidas em restaurantes, resolveram mudar o nome de Coletores de Lixo para Agentes Ambientais.

Pronto. Nesse passe de mágica, os ex-garis agora agentes ambientais passarão á freqüentar as rodas sociais, os shoppings centers, os restaurantes e bares da moda...

Pena que eles continuem ganhando a mísera quantia de R$450 reais por mês.

Assim, mesmo sendo os próbis da vez, mesmo badalados, não vão conseguir freqüentar o rende-vouz, a society, portanto, agentes ambientais ou garis, vão continuar invisíveis.

Isso porque na lógica capitalista só é visível e bem sucedido aquele que está com o bolso cheio, independente da forma como conseguiu encher esse bolso.

Assim, ter uma família estruturada, ser inteligente, prestativo, honesto, companheiro não vale nada, você continua invisível, continua sendo um fracassado se você não conquistou ainda o seu primeiro milhão ou não participou do Big Brother.

Portanto, os “agentes ambientais” continuarão iguais em tudo, no lixo, na pobreza, na exclusão, mas com um nome bonitinho, afinal, essa é a Lei da Atração, onde uns poucos deitam e rolam e a maioria paga a conta.
Jorge Saladino

10 Comentários:

Daniel Costa disse...

Jorge Saladino

Aí como cá, não esquecendo a gradeza territorial, mudam os nomes, para tentar calar o povo, mas fica tudo na mesma.
Daniel

Henrique Antunes disse...

Bem interessante, mudar nome... eles adoraraiam ser chamados de gari e ganharem 3 vezers mais

Viviane disse...

Olá estou passando por aqui para te avisar que tem um prêmio te esperando no meu blog. Passe por lá. Beijos...

Opiniões no Brasil disse...

Tem um prêmio para você em meu blog!
Um grande abraço!

Escrevendo na Pele disse...

Ei, gostei!! Hipocrisia nojenta essa sociedade em que vivemos. Habitamos num mundo de idolatrias, diga-se somente àqueles que como você mesmo citou, os masters digníssimos endinheirados (sabe-se lá qual a procedência!). Mas... é a lei do Oeste (e eu nem sei quem disse isso, ou será que inventei?). Bjs.

manzas disse...

Descobri…
Um banco do jardim
Que me segredou
Em poesia…
Aromas que aqui
Encontrou
De paz
E de harmonia...

É bom estar aqui...

O eterno abraço…

-Manzas-

Apogeu disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Apogeu disse...

Acho q vc tem toda razão, o grande problema ta na condiçaõ de vida deles. E é barra esse preconceito, absurdo o homem ser valorizado naum pelo carater ou dignidade, mas pelo estatos. Mudar de nome, so maqueia a situação.

Muito obrigado a visita, ta mais que convidado pra voltar sempre, eu gostei muito do teu blog, estarei sempre acompanhando.

Ps.: Muito legal, vc ser aquiteto, nossa profição as vezes é taum mal vista, como uma profição taum superficial, quando na verdade tem muita importancia social, é legal um arquiteto com tanta consciencia politica.

Anônimo disse...

Ainda bem que estes valorosos trabalhadores ainda não resolveram cruzar os braços, por que se não estariamos nadando em lixo, mas por falar em lixo esse rola solto mesmo na atual administração desde o paço municipal até o sindicato dos servidores, os garis ou agente ambientais são muito, mas muito mesmo volorosos, ja os nossos governantes aqueles que deveriam nos representar valem muito menos que o lixo que os nossos garis carregam.
Movimento Anarquista Razão Social (MARS) por enquanto só eu, um sonhador em breve poderemos ser muitos... abraços

Ede M Reis Ferrão disse...

Jorge,
Concordo que houve mudança de nomenclatura, mas tudo continua igual.
Essas pessoas serão valorizadas e terão oportunidades de trabalho, renda dignidade e educação.
Vou trabalhar arduamente para que isso aconteça.

Um abraço

Ede Maria R Ferrão
Gestora de Cooperativas
Coordenadora do Forum Nacional das Cooperativas Ambientais.

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO