sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Orçamento municipal é fatiado por curral eleitoral de vereadores cara de pau

Sai ano entra ano e nada muda!
Nem bem passou a eleição e já esqueceram todas as promessas de campanha voltando ao velho esquema do toma lá dá cá que vem marcando a relação prostituida entre Câmara e prefeitura. Como bem noticiou o Vale Paraibano, cada vereador já tem reservadinho 600 mil reais do nosso suado dinheiro para fazer média em seus currais eleitorais bancando assim mais uma vez os mini-prefeitinhos assistencialistas que permitiu que os mesmos fossem reeleitos sem terem ao longo de 12 anos apresentado sequer um projeto de lei decente ou fiscalizado os mandos e desmandos que acontecem à torto e direito com o nosso dinheiro.

Aliás, é justamente por este esqueminha sujo que a cidade não tem nenhum planejamento, vivendo de construir praças e mais praças e quadras nos bairros que depois acabam se tornado ponto de traficantes e prostitutas por falta de fiscalização.

E assim, a cada dia que passa, mais e mais crianças e adolescentes entram pro mundo das drogas, mais e mais assaltos acontecem, mais e mais meninas acabam sendo aliciadas para a prostituição, reproduzem-se os mendigos nas nossas esquinas, porque as moscas e as merdas continuam as mesmas.

A GM que há pouco meses fez um escarcéu para contratar meia dúzia de funcionários ganhando menos que no final das contas acabam tendo os salários pagam com o nosso IPTU (Porque você podendo ou não tem que pagar, mas para a GM é na faixa) já tá abrindo Plano de DEmissão Voluntária e dando férias coletivas e adivinha quem vai ser mandado embora? Lógico que é quem já ganhava mais, e acham que o prefeito vai pedir de volta os benefícios que deu de bandeja em troca destes empregos? É claro que não, talvez até ofereça mais um pouco cedendo sempre às chantagens porque, no fim das contas, sempre alguém leva um por fora.

Chega!!

A corda com a qual vocês nos vendem será a mesma com a qual serão enforcados!

J. Saladino

Velho golpe do atestado vira moda entre vereadores de São José

O golpe é velho, assim como a cara de pau, e os vereadores de São José, depois de entregar de mão beijada (dizem as más línguas, muito bem beijada) nossa água para a Sabesp num contrato totalmente lesivo aos interesses dos munícipes, aproveitaram para tirar férias prolongadas fora de temporada usando o velho golpe do atestado médico.

A picaretagem é tanta que combinaram de ficarem doentes de 4 em 4, ou seja: já sairam 4 na semana passada, e, como doença de sem vergonha tem data marcada, esta semana foi a vez de outros, subitamente ficarem doentes e você contribuinte, como sempre, pagando tudo! Que festa!

Isso porque só precisam estar presentes duas vezes por semana num fim de tarde para mordar a bufunfa no fim do mês... Sabe como é, não fazer nada e pelegar cansa, como cansa! E depois, se o prefeito que nunca descansa, saiu de férias pra passear nos States, porque a pelegada não pode fazer o mesmo? Mordomias iguais, ora!

Aproveitem, abusem, em épocas de bonança o povo "caga mole" pra essas coisas, mas será que serão tão benevolentes quando a crise que bate à porta da cidade sair arrebentando com tudo?

O povo é forte e vai despertar na hora certa, aguardem!

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Na prfeitura e na câmara só agua mineral: Na sua casa, contente-se com a água cancerigena da Sabesp

Fiéis ao ditado: "Pimenta nos olhos dos outros é refresco", a camarilha que tomou posse da cidade através da Câmara de vereadores e da prefeitura que, mesmo sendo alertados sobre a ilegalidade do contrato, entregaram sem pestanejar o total controle da água em São José para a Sabesp e para o governo do Estado pra fazer o que der na telha (ou seja, aguarde tempo difíceis por ai, ou você tem alguma dúvida que a conta de água vai aumentar para cobrir as perdas com a crise mundial), só bebem em seus escritórios, corredores e gabinetes, água mineral.

Ora, se votaram acreditam que a água da Sabesp é tão boa e potável (aquela que serve para consumo humano) porque então não economizam o dinheiro público gasto com galões e copos e mais copos de água mineral em seus gabinetes, com os bons e velhos bebedouros com água direto da torneira?

Claro que não, do jeito que são, logo logo vai estar tomando água Perrier, afinal, povo trouxa só existe para pagar a conta de uma elite desavergonhada.

Esse episódio da água, inclusive me lembra aquele histórico onde a rainha Antonieta da França, mediante os apelos do povo por pão, questionou o porque deles não comerem brioches. Assim, como a história é cíclica e infalível, que a nossa Maria Antonieta Cury experimente o mesmo fim público de sua antecessora. " Se a água da da sabesp é imbebível, bebam água mineral!Huhu!

domingo, 26 de outubro de 2008

Partidos de Aluguel fazem fila por cargos na porta da prefeitura

Que triste fim este da política em São José, onde 90% dos partidos, de forma escancarada, se prostituem em troca de acordos escusos que lhes rendam carguinhos aspones (Assessor de porra nenhuma)

Sem qualquer compromisso ideológico, vale tudo neste toma lá da cá, onde a vergonha na cara se foi há muito tempo.

Triste ainda ver que partidos como o verde do Gabeira que perdeu no Rio com dignidade porque não quis se vender, na nossa cidade seja o primeiro à bater na porta da prefeitura em troca de carguinhos como noticiado no Valeparaibano. Deprimente para um partido que aparenta ser uma das últimas esperanças éticas num política tão corroída.

Espero que este caso de São José seja um caso isolado, pois ria muito triste ver um partido que tem um Gabeira ser tão podre como as velhas ratazanas.

Em todo caso, isso já era esperado, porque a ideologia morreu há muito tempo na cidade, ficando restrita pequenos grupos de pessoas que ainda acreditam que dá pras coisas serem diferentes.

Que estas pessoas se unam, se encontrem e dêem o troco, ou continuaremos à bancar essa gente incompetente cuja única habilidade é a de se perpetuar no poder ás custas do suor e do sangue de muitos.

Acorda povo de São José!

Em mais uma manobra ardilosa, prefeito e vereadores aprovam acordo vergonhoso com a Sabesp


Em mais uma prova de total descompromisso com o povo, a camarilha que desgoverna São José, em sessão pra lá de ordinária da Câmara de vereadores, conseguiu aprovar um acordo ainda mais lesivo ao povo de São José com a Sabesp que há 30 presta um serviço da pior qualidade na cidade e agora ganhou mais 30 pra fazer a festa.

Abrindo mão de qualquer espécie de controle sobre o serviço e sobre a tarifa que você, cidadão será obrigado à pagar, a prefeitura e a câmara dera mais uma mostra de estarem preocupados tão somente com seus próprios umbiguinhos e o pior, quem paga a conta, como sempre, somos nós contribuintes, porque pra este governo só tem moleza empresário e grandes corporações, pro povo é só ferro.

E por que isso?

Assim como ocorreu na questão da licitação dos transportes e em toda e qualquer concessão pública em São José, a prefeitura só se preocupa em quanto vai ganhar com o acordo, ou seja, cada concessionário, seja ele empresa de ônibus ou a própria Sabesp, tem de pagar uma "luva " à prefeitura para poder operar na cidade. Até ai tudo bem, dá até a impressão de que isso ajuda a cidade certo? Errado!

Porque este dinheiro que a empresa é obrigada à repassar para o prefeito este empresário vai tirar justamente do serviço que ele presta pra população, ou seja, aumenta a tarifa de ônibus, aumenta a conta de água, telefone e tudo o mais.

E isso acontece porque, incapaz de atrair investimentos para a cidade, o prefeito que adora dar isenções à empresários, ele arruma dinheiro tirando do leite das nossas crianças, de uma forma que você não percebe porque vem embutido numa conta da qual você não tem condição de fugir como a da água, ou você acha que a sabesp não vai repassar para a nossa conta o dinheiro que terá que embolsar à prefeitura.

Isso que dá votar em alguém que põe o cidadão sempre em último lugar.
E cada as ongs pra reclamar? Aquelas que antes de indicarem um secretarinho chinfrim reclamavam de tudo? Será que era tudo jogo de cena para ganhar o seu cala boca? O tempo dirá.

Espero que este caso que começou de forma totalmente errada e suja, não acabe se tornando uma versão brasileira da Guerra da àgua acontecida na Bolívia, onde o povo foi tão explorado no acesso à algo tão fundamental como a água que foi obrigado à tomar as ruas. Estamos às portas de uma crise que vai arrebentar com nossa cidade, mas o prefeito e os vereadores só pensam em tirar férias... Que Deus nos ajude, porque se dependermos destes politiqueiros de São josé, a coisa tá feia.

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Enquanto o crime rola solto nos bairros, Cury instala câmeras para defender os ricos

Se há uma coisa da qual o governo dos PSDBestas não podem ser acusados é a de não terem lado: Sempre estão do lado de quem tem grana, agora se este não é o seu caso...

As tão prometidas câmeras de vigilância prometidas durante estes 4 anos começam à ser instaladas, 70 somente, entretanto o que mais chama a atenção é que, como já era de se prever, ao invés de serem instaladas de acordo com o mapa da violência na cidade, a grande maioria delas será mesmo instalada no centro e nas vias do bairros mais ricos, afinal, defender o direito à propriedade é bem mais importante que defender a vida do cidadão, pois como costumam dizer em suas rodinhas ou seriam ninhos? Pobre só tem mais que o rico é que se f$#$!

E assim continuam a rezar a cartilha. Fora uma ou outra câmera na periferia como uma no Novão e outra no D. Pedro I , a verdade é que a imensa maioria foi instalada para defender uma elite que já é mais do que defendida, ou seja, ao contrário do moço humilde do programa de tv, o diabo turco já volta á mostrar suas garras e o povo trouxa vai ter mais 4 anos para se arrepender, vamos ver se agora aprendem.

O Pior é que ladrão não é bobo, e quanto mais se dificulta a vida deles num lugar, mais eles vão pra outro, ou seja, a instalação dessas câmeras, se vão ajudar um pouco a vida de quem mora no centro, vão ferrar ainda mais a vida de quem já sofre nos bairros que vão ficar de vez num mato sem cachorro, cercados numa terra cada vez mais sem lei.

Com a ajudinha então do seu amigo Gomerdador José Seca Pimenteira, que não está nem aí pra segurança do povo, (basta ver o descaso com que trata da greve dos policiais), salve-se quem puder, pois, se já é ruim com a polícia, pior sem ela.

Lógico que os PSDBstas não estão nem ai, afinal estão aquartelados confortavelmente em seus condomínios fechados, com seguranças armados até os dentes, mas e o povo, como fica?

Não fica! e Vai sendo cada vez mais deixado de lado, até que crie coragem e acabe de vez com a opressão. Quem sabe o dia em que as polícias assumam o mesmo lado e coloquem pra correr estes cornos safados as coisas não mudam?

Quem viver verá, e pelo jeito, não vai demorar muito, pois a crise já está batendo à porta!

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Vereador trairão perde mandato no Tapetão


Parece ironia do destino, mas o vereador que tudo fez para que seu partido se transformasse numa filial do PSDBesta, como o ocorrido com a maioria dos partidos de aluguel desta cidade que, sem qualquer ideologia, só justificam suas existências para fins de acomodação dos interesses eleitoreiros dos aliados do governo, pois sem os mesmos, seria mais difícil burlar o sistema e com apenas 35% dos votos, ficar com 90% dos cargos na câmara, e que ao longo de toda a campanha, apesar de estar na oposição, pediu votos descaradamente para o atual prefeito, demonstrando explicitamente, sua total deslealdade e falta de ideologia, ora vejam, acabou perdendo seus mandato justamente para o partido ao qual tanto puxou o saco, sacrificando o desempenho e imagem pública de seu partido na cidade.
Agora que não tem mais serventia, será que o vereador-capacho dos coroníes municipais continuará à ter as mesmas regalias de sempre?
A julgar pelo monte de foguetes soltos pelo presidente do PSDBesta local, provavelmente não, pois quem vai querer do seu lado gente tão desleal sem mais nada à oferecer?
Digo isto porque, com todas as críticas (e são muitas) o PSDBesta ainda é um dos poucos partidos na cidade que mantém certa coerência ideológica. Eles não escondem de ninguém que são elitistas, eugenistas, agora se o povo não quer acreditar é outra história.
Portanto, neste toma lá dá cá que se tornou a apodrecida política joseense, quem não é bispo, não serve nem para sacristão, portanto, imagino que o nobre Papa Óstias terá de aprender a comer um pouco do pão pelo diabo amassado.
Quanto às mudanças, pouca coisa acrescentam, como bem disse um dos nossos comentaristas: trocou-se apenas um pelego tímido por um descarado, mas a sujeira continuará á feder do mesmo jeito.
Que este episódio ao menos sirva de lição aos outros edis puxas-sacos para que aprendam que sua serventia acaba quando acaba sua influência através da manipulação ordinária do voto em troca de favores pessoais.
Outros já sentiram na pele este isolamento como Santos Neves, Roberto Barbosa e agora o Tino. Quem será o próximo da lista? (algo me diz que um passarinho corrupto logo logo faz coro com os meninos). Quem vive verá
J. Saladino

Desabafo de um palhaço

Por Nélio Fernando

Caros Artistas,

Definitivamente, Não!
Não podemos engolir a seco a maneira que os mandatários de São josé dos Campos nos trata, acho que nos confundem com marginais - digo que sou marginalizado e não marginal - é muita hipocrisia, não encontro adjetivo nenhum nos dicionários, tudo já foi dito... Agora somente apelando para a mobilização. Porque temos tanta dificuldade de batermos de frente? Será que devemos alguma coisa financeira ou moral para essa gente?O Legislativo não move uma palha para resolver o problema da 'má cultura' do municipio, mas uma coisa eles sabem fazer muito bem é puxar o 'sacão' do legislatuivo, se submetendo, sendo subserviente em detrimento da escolhas de alguns como eu que quero ser difente... Esse governo arrogante ha de ficar para a história como absolutista-soberbo-ganacioso... Já que disse num dos debates que acredita em Jesus então respeite a frase do mesmo: 'Dê a Cézar o que é de Cézar, e a Deus o que é de Deus', mas não querem além do que já tem que é a parte que cabe ao Cézar, ainda querem a de Deus...

O Legislativo de São José dos Campos esta preso rabalmente ao executivo.
Querem enganar a população pode mas a mim que sou ARTISTA, aumentar o Salário de R$ 4000,00 para R$ 8000,00 é uma tremenda canalhice. Acham que estão tirando com a minha cara? Ledo engano estão é assumindo as próprias que sempre tiveram: as máscaras da maldade, da feladaputagem, da promiscuidade - como disse antes me faltam adjetivos.Estive na Câmara municipal (o grande curral) pedindo alimento decente e nenhum dos dissimulados vereadores até agora me procuraram - não nasci com o meu para a lua, mas tenho certeza que ela vê e registra tudo o grande buraco dos mandatários...

Já que não tenho a mínima chance de cobrá-los vou pelo menos tentar acreditar que alguma justiça seja feita - e só me resta a espiritual - que desconfio já que o Deus Geová que adóra ser reverenciado também andou barganhando voto para os sovinas...

Quanto a presidenta da Bundação, essa é uma que podemos esquecer é uma améba cultural, pronta para emporcalhar e desiludir qualquer ser que se predisponha a trabalhar culturalmente... Pensa que estão por cima mas é um fracasso cassiânico, e ficará conhecida como o Grande Mico Cultural...

Espero que com esse e-mail ela e seus capachos que chupam a verba que deveria chegar e alimentar nossas células e nossas almas pelo menos me chamem para uma conversa - se bem que não é hábito dessa administração - costumam é policiar e ameaçar...

Até quando vamos ficar engolindo sapo? Eu já engoli um brejo e agora quero vomitar resistência...

Nélio Fernando
Ator e PalhaçoDRT Nº 28.606

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Degradação ambiental deixa São Francisco sem água. Prefeitura para variar, não sabia de nada


Deveríamos mudar o nome da prefeitura municipal de São José para Corpo de Bombeiros, pois é isso que assistimos há mais de 4 anos. Na falta de planejamento e prevenção, só se toma atitudes apagando incêndios, o que faz com que eles se sucedam cada vez mais.

Em todos os setores não há uma, uminha atitude que tenha sido tomada afim de evitar transtornos futuros. É assim na saúde, na educação, na segurança da cidade, nos transportes e também em relação ao meio ambiente, onde a gente só lembra que existe uma secretaria de meio ambiente quando acontece alguma merda.

Há muito, diversos ambientalistas da região vem alertando para a contínua degradação de São Francisco Xavier, fruto em grande parte da especulação imobiliária e da plantação de eucalipto e extração ilegal de palmito e a resposta é sempre a mesma ladainha: Estamos vendo! Ora se estão vendo, porque então não tomam uma atitude antes que os problemas surjam?

Mentem, mentem deslavadamente, e a população vai pagando sempre o pato, como o povo de São Xico que está sem água porque a prefeitura não fiscalizou a extração irregular de madeira que passa diariamente com caminhões e mais caminhões carregados de madeira que a prefeitura nunca vê e que, além de degradar o ecossistema local, ainda está destruindo a estrutura do local, arrebentando com o asfalto da estrada já precária é provocando rachaduras nas casas e nos bens públicos como a igreja local.

E não vale a desculpa de que não tem gente, porque tem muita gente competente sim na cidade para dar conta do recado, só que não estão dispostas á ser capacho e dizer amém à tudo em troca de cargo como acontece hoje com o atual comando da secretaria. O que vem primeiro, a cidade ou a manutenção de pelegos bons de discurso e ruins de trampo?

É hora de lembrar ao governo (e não pode ser alguém das ongs vendidas em troca de cargos e contratos) que meio ambiente é bem mais que rebocar a cidade de praças e jardins.

Ou a gente acorda, ou seremos pra sempre os nadas que eles esperam que sejamos!

Jorge Saladino

Retrato da Impunidade, vereador de São José mais uma vez é descoberto falsificando documentos

Mais uma vez nos defrontamos com mais uma denúncia de envolvimento de um vereador que já foi condenado por compra de votos e falsificação de documentos, envolvido em uma nova fraude, agora comprando diploma não para um subordinado, mas para si próprio. Fiado sempre na certeza da impunidade e na lentidão histórica da justiça brasileira, este exemplo de político mau-caráter, que se reelege através de muito assistencialismo e do poderio econômico, segue rindo à toa da sociedade, que descrente da força da justiça e da qualidade dos políticos, acaba por também se corromper em troca de pequenos favores pessoas, tornando assim nossa sociedade, neste desprezível toma lá dá cá.

o cinismo chega á tanto, que o dito cujo se coloca como vítima da situação, afinal, ele pagou pelo diploma forjado, portanto tem direito, afinal, pra que conhecimento se o que vale é dinheiro no bolso.

O mais triste é saber que ele não é o único, talvez seja apenas o mais descuidado, pois não é segredo pra ninguém, a podridão que se tornou a câmara de São José, cheia de conchavos, maracutaias e o povo sempre em segundo plano.

O povo até tentou dar o troco nesta eleição, prova disso é que 65% dos votos foram em candidatos novos, entretanto, a malandragem foi tão grande que, valendo-se das regras imorais do jogo eleitoral, armaram direitinho as composições das chapas de vereador afim de salvar todos, tanto fiéis quanto infiéis, ou alguém viu algum político que mudou de partido no meio do mandato perder o direito ao mesmo? Assim, mesmo que somados tenham conquistado 35% dos votos, ficaram com 90% das vagas e ainda querem que o povo acredite no governo!

Vai chegar a hora (e não está longe, a crise mundial vai acelerar o processo) onde o povo vai se rebelar de vez e arrancar à força essa gente do poder. Já vimos dia desses alguns indícios, como o confronto entre as polícias contra a indiferença de um governo que só sabe tirar e tirar, sugando toda e qualquer dignidade do cidadão.

Como diz o ditado, quem ri por último, ri melhor, portanto aproveite canalhada, sua hora não tarda!

j. Saladino

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Na Contramão da Crise Mundial, Curi Radicaliza contrato com a Sabesp

Nem bem passaram as eleições municipais, e toda a humildade e bondade repentinas do governo municipal vai se anuviando e o que vai se evidenciando é, mais uma vez, a imposição goela abaixo de processos neoliberais lesivos à população.

Na contramão da história e da crise mundial, onde a liberalidade do mercado, a entrega de setores estratégicos à iniciativa privada sãos os principais responsáveis não só pela crise mas pela radicalização das desigualdades, São José, agora manipulada pelo governo do Estado, radicaliza ainda mais o contrato já profundamente lesivo aos interesses da população, com a Sabesp.

Aceitando sem questionar o jugo imposto pelo governador-ditador, que quer controle absoluto sobre a água da cidade, o prefeito e a Câmara de São José simplesmente abaixam a cabeça e entregam de bandeja este importantíssimo setor às mãos da Sabesp que nos últimos 30 anos só fez lesar o cidadão cobrando por serviços que não prestou (como do tratamento de esgoto que lança in natura) e que seguramente vai deitar e rolar nos próximos 60 anos, já que pelo novo contrato, o município praticamente abre mão sequer de opinar sobre os destinos do que será feito da água que todos nós bebemos, tomamos banho entre outros, ou seja, vital para a sobrevivência do nosso povo.

Se nada for feito, provavelmente daqui alguns anos, estaremos lamentando a morte do rio Paraíba que acabará por se tornar um novo Tietê e o que é pior, continuaremos assistindo atônitos, o aumento das doenças ocasionados pela água pobre que flui das nossas torneiras.

É lamentável que pessoas tão desprovidas de sensibilidade e compromisso não só com a população mas com as futuras gerações, continuem à gerir esta cidade como se fossem empresários preocupados única e exclusivamente com o lucro imediato, deixando como herança um legado de destruição e morte.

Lembremos que um governo só existe para diminuir as diferenças e não para radicalizá-las, para isso já tem gente bastante agindo por conta própria.

Jorge Henrique Saladino

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Apadrinhados fazem fila em busca de mais 4 anos de mamata afim de evitar a grave crise do ano que vem


Guerra entre as polícias: coisas do PSDBesta (Pior Salário do Brasil)

A ladainha é sempre a mesma: A CULPA É DA OPOSIÇÃO, A CULPA É DOS POLÍTICOS!
Com essa conversinha para boi dormir, os governos do Psdebestas em todo o país vão enrolando o povo, transferindo a responsabilidade pela incompetência de seus governos ultraneoliberais (mesmo agora que o mundo todo assiste a falência do modelo) em administrar estados pelo simples fato de que não sabem (ou não suportam) lidar com pessoas.
O descaso psdebesta com o funcionalismo público é notório e não vem de hoje: O ex governador Pé na Cova, antes de ficar doente e virar santo, passou por maus bocados numa greve de professores pelo mesmo motivo que o atual Serra Direitos e Salários está sendo acuado: Tratar servidores públicos como se fossem MERDA.
Desde março se arrasta sem que se dê a mínima atenção à reivindicação legítima por salários mais condizentes para a polícia do Estado, que hoje recebe os menores salários de todo o Brasil, sendo que há mais de um mês a polícia está em greve, deixando ainda mais precário o sistema de segurança pública de São Paulo que só reduz números de ocorrências porque maqueia índices, pois no estado de São Paulo quem é encontrado baleado, não morreu assassinado, mas por falência múltipla dos órgãos.
Não me surpreenderá ainda que o privatizador Serra-servidores aproveite a insegurança pública criada pelo fato, para tentar convencer a opinião pública à aceitar a terceirização das polícias para alguma empresa privada, pois para os Psdbestas, os empresários são mais eficientes que o Estado que é corrupto, afinal empresa nunca quebra nas visões deles nem paga propina por estes contratos que exploram mão de obra. OU seja, o mundo inteiro está quebrando por causa deste jeito de agir mas eles não perdem a pose.
Interessante nesta caso também ressaltar o mesmo discurso que ouvimos de prefeitos em nossas cidades de que "políticos são os outros" eles são administradores, são os "políticos" que não deixam trabalhar. Tadinhos, morro de dó! Ainda bem que ainda existam políticos que se preocupem com as pessoas que trabalham e fazem este país funcionar, porque se depender desses unhas de fome, você, eu, estaríamos trabalhando em troca de prato de comida e ainda tendo de agradecer à esses semi-deuses misericordiosos que permitem do alto de sua arrogância que ainda sobrevivamos para pagar as contas de seus luxos e excessos.
É como o gatilho em São José que pode ser pago e não é, afinal, as eleições já se foram e, como alguns comentários tucanos neste blog, já era, o povo trouxa já os engoliu por mais 4 anos.
Acorda Brasil! Um calhorda que não serve pra São Paulo, não serve para o Brasil!
J. Saladino

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Fura a campanha tucana do 1º Emprego em Taubaté


Os tempos mudaram.. e pra melhor. O ex-prefeito Gargamel Mortiz, última cria do regime militar, que mandava e desmandava em Taubaté, nomeando e desnomeando prefeito há mais de 20 anos sempre com mão de ferro, não conseguiu para surpresa de muitos (não minha) fazer de seu fedelho filho, a nova cria de Taubaté. Também pudera, além das pessoas já não mais suportarem o jeito truculento e arrogante de Gargamel, ainda ter de arrumar emprego pra filho velho que nunca trabalhou na vida? Isso já era passar dos limites, e o povo de Taubaté deu o primeiro passo pruma nova realidade no Vale. parabéns. Aqui em São José, logo logo a coisa fica do mesmo tamanho, basta um ou dois destes partidos que infelizmente se tornaram filiais do governo, criarem um pouco de vergonha na cara e lançarem candidatos e projetos próprios que a farra acaba, mas será que essa rapinagem que tomou conta da política de São José tem coragem de assumir riscos de perder seus pequenos feudos em troca de um pouco de dignidade? É ver pra crer.
Enquanto isso, observemos de camarote a briga feia que está ocorrendo em torno de espaço para apadrinhados na prefeitura 2009 que de nova só tem a propaganda, pois as moscas são as mesmas.
J. Saladino

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Mentira de prefeito sobre gatilho tem perna curta

Lei permitia gatilho em julho, diz juiz

Fonte: Jornal Valeparaibano

Parecer da Justiça do Trabalho contradiz versão de Cury para congelar salários dos servidores em ano eleitoral São José dos Campos
Max Ramon

Um parecer da Justiça do Trabalho de São José dos Campos coloca em xeque o congelamento do gatilho dos servidores municipais, anunciado na primeira semana de julho pelo prefeito Eduardo Cury (PSDB).De acordo com o despacho, assinado pelo juiz Adhemar Prisco da Cunha Neto, nenhum dispositivo legal impedia que o benefício fosse concedido naquela época, conforme reivindicava a categoria.A proibição, segundo o magistrado, só começou a valer no dia 05 de julho --a suspensão das revisões salariais foi comunicada um dia antes pela secretaria de Administração Maria Aparecida Tarantelli.Criado em 1994, o gatilho do funcionalismo é disparado toda vez que a inflação medida pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) registra um acumulado de 5%.A última atualização salarial dos servidores deveria ter ocorrido em julho, quando a variação inflacionária voltou a ultrapassar a barreira prevista na legislação municipal.O prefeito vetou o benefício alegando que estava impedido de conceder aumentos até o fim do atual governo, sob o risco de infringir a legislação eleitoral em vigor e a Lei de Responsabilidade Fiscal.A manifestação da Justiça do Trabalho foi provocada por um questionamento do Sindicato dos Servidores Municipais. O parecer não obriga a prefeitura a pagar o gatilho.Ontem, a administração municipal informou que manterá seu cronograma. A intenção do governo é conceder as revisões em janeiro, com efeito retroativo a julho (leia nesta página).

O IMPASSE - O congelamento do gatilho salarial do funcionalismo foi um dos principais fatores de desgaste do prefeito Eduardo Cury durante a corrida pela reeleição.O tema foi amplamente explorado pela oposição em debates e programas do horário eleitoral gratuito --o tucano era acusado pelos adversários de "trair" os servidores.Cury chegou a distribuir cartas-abertas aos funcionários da prefeitura em pelo menos duas oportunidades assumindo o compromisso de pagar o gatilho já em janeiro, caso fosse reeleito."O prefeito podia ter dado o gatilho. Não deu por incompetência ou porque não quis", afirmou Elisabeth Carlos da Motta, diretora do Sindicato dos Servidores Municipais.A categoria questiona o congelamento do gatilho em outras duas frentes: na Justiça Cível e no TCE (Tribunal de Contas do Estado). Em ambos os casos, os processos ainda aguardam julgamento."A manifestação da Justiça do Trabalho é uma vitória da categoria, ainda que tardia. Entendemos que o governo tem base legal para pagar o gatilho de julho", disse Elisabeth.

IMPACTO - Até hoje, os salários dos servidores foram atualizados 19 vezes desde a criação do gatilho --três delas no atual governo, em fevereiro de 2005, fevereiro de 2006 e outubro de 2007.A concessão de uma nova revisão provocará acréscimo de R$ 1,5 milhão à folha de pagamento do funcionalismo, que já consome cerca de R$ 30 milhões por mês. Hoje, a prefeitura tem 10,5 mil servidores.

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

O Prefeito do DEMo

Fazer aliança com Deus e com o DEMo para ganhar as eleições dá nisso: Nem passou a lua de mel, a noivinha já mostra a fatura, e no caso do DEMo, a mordida certamente será bem graúda.

Com seu jeitinho sonso, cheio de tapinhas nas costas, como quem não quer nada, "só ajudar", ele vai ocupando espaço e, quando você se dá conta, já tomou conta do pedaço. Esse é Mamey Amoral , líder dos demos da cidade, que de bode da penúltima eleição, voltou com toda força para ser o novo "ventríloco" do Boneco-prefeito".

Nos bastidores, já é dado como certo que Mamey seja o próximo secretário de Governo, pois com Mamey, a mamata tá garantida e nada como uma boa mamata para deixar nossa câmara rindo à toa.

Nessa brincadeira, a prefeitura de São José, logo logo vai poder concorrer com o Inferno em número de DEMos.

Portanto, se você tinha alguma esperança de que as coisas iam mudar não se iluda, pois como diz o Lema dos DEMos: "Votem no DEMo porque na política não tem santo"

E que Deus nos acuda!

J. Saladino

sábado, 11 de outubro de 2008

De Governador à candidato à vereador em Pinda em 2012

Agora que a galinha dos ovos de ouro virou pata com o chega pra lá dos paulistanos, Manezinho, o deputado preocupado com Tocantins e que não faz nada pela região, pode abandonar o sonho de ser governador. Vai encerrar sua carreira por aqui mesmo! Triste para quem tem o ego maior que o orçamento de São José.

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Meningite Todo Dia! É a saúde em São José ferrando com toda a família


terça-feira, 7 de outubro de 2008

Receita para se eleger vereador em São José


298
, este é o número de pessoas que caíram no conto do vigário dos partidos da cidade, acreditando que teriam um mínimo de chances de se eleger vereador nessa cidade há muito loteada.
Muitas delas como você, indignadas com a podridão em que se tornou a política e que por isso, resolveram dar a cara à tapa para disputar uma eleição da qual não desconfiavam ser de cartas marcadas.
Lógico que no meio de tanta gente, também haviam os malandros, aqueles que saem todo ano candidatos sem a menor perspectiva de ganhar mas que abocanham uns votinhos que vão garantir um carguinho por mais 4 anos para não fazer nada, absolutamente NADA! Porém, me recuso à acreditar que a maioria tivesse essa intenção, a maioria destes 298 é constituída de pessoas de boa índole, que acreditam numa sociedade mais justa, porém desconhecem as malandragens e ardis dos dirigentes partidários que lhes vendem ilusões com o objetivo claro de garantir seu pequeno feudo de poder numa cidade que absurdamente foi dividida em 21 lotes. Algo muito parecido com a idade Média, onde nobres exploravam o povo sob a batuta de um soberano (rei/prefeito). Por falar nisso, tá faltando muito pouco para que nossa cidade fique igualzinha à Idade Média, com o povo pro lado de fora e os ricos encastelados em condomínios fechados.
Se reelegeram praticamente todos os atuais vereadores não por terem fiscalizado com firmeza os atos do prefeito (coisa que muitos nem sabem o que significa), muito menos por terem criado leis que garantiram melhora substancial na qualidade de vida do cidadão que os elegeu, mas principalmente, por terem prostituído seus mandatos, abrindo mão totalmente da autonomia necessária entre os poderes, por uma submissão irrestrita ao governo, acobertando mandos e desmandos, em troca da nomeação de cargos, do apadrinhamento de obras públicas entre outros.
A "Fórmula mágica" que agride a igualdade de condições de disputa entre os candidatos com e sem mandato funciona mais ou menos assim:
  • Cada vereador pode nomear até 15 pessoas em seu gabinete (pra você ter uma idéia, se todos cumprissem expediente ao mesmo tempo, não haveria espaço para acomodar nem a metade;
  • Além disso, cada vereador, tem um acordo com o governo para indicar entre 5 à 10 pessoas que queira, independentemente de ter competência para o cargo, para assumir um dos muitos cargos de confiança à disposição para barganha;
  • Boa parte dessas pessoas, depois de contratadas, são obrigadas, sob a pena de perder o emprego, à devolver por fora, uma boa porcentagem do seu salário para o vereador que a indicou (tem vereador que usurpa mais de 50% do salário do indivíduo)
  • Além disso, como a cidade foi totalmente loteada, dividida em cotas de bairro para cada vereador, toda vez que a prefeitura faz uma obra, por menor que seja naquele bairro, avisa o vereador do pedaço para que ele, assuma a paternidade da obras, enviando aquelas cartinhas pra você dizendo que foi ele quem tapou o buraco da sua rua;
  • Ainda possuem cotas de premiações como bolas, troféus, jogos de camisa e outros, para "patrocinar" com dinheiro público, jogos de futebol, torneios de judô entre outros, que levam depois seus nomes;
  • Manipulam a distribuição de vagas nos programas de bolsa na cidade afim de parecer que foram eles que conseguiram o "emprego" pra você;
  • Sua legislatura se resume à nomes de ruas, títulos e honrarias para pessoas que possuem grandes famílias, são empresários possíveis financiadores de campanha entre outros;
  • Na campanha ainda aparecem muito mais que os demais candidatos na tv e ganham muito mais material das candidaturas proporcionais;
  • Distribuição de remédios, cestas básicas, pão leite, botijão de gás entre outros;

No final, ainda contar com uma ajudinha do governo um ano antes, para ajeitá-los em alguma legenda de aluguel que dê garantias de sua reeleição;

Diante de tudo isso, fica fácil se eleger vereador pelo resto da vida, não à toa muita gente fez disso uma profissão.

Gente acorda, toa essa farra é paga com nosso dinheiro, acorde, exija, não se venda por um jeitinho pra passar na frente na fila do hospital, por um remedinho na faixa, por um caminhãozinho de areia e coisas desse tipo. Toda essa "bondade" sai caro, muito caro, não à toa, tudo que é comprado pelo governo é mais caro.

Portanto, abram o olho, cobrem destes vereadores que sejam vereadores, que legislem, que prestem conta do dinheiro gasto, como é gasto e em que é gasto e que façam leis que garantam uma vida melhor para todos e não mais um nome de rua que em nada muda nossa vida.

Estamos de olho e se feder, vamos dar a descarga!!!

Jorge Saladino



4 em cada 10 Eis o resultado final da eleição

4 em cada 10
Este é o resultado final desta eleição em São José.
Mesmo com todo o uso ostensivo e abusivo da máquina pública, 4 em cada 10 pessoas tiveram a coragem de despir-se de preconceitos muito bem construídos e repetidos exaustivamente até que se tornem "verdades únicas e absolutas" e abrir olhos e ouvidos e tomar uma atitude e sair do marasmo e da imposição de condições nas quais é coagido à aceitar porque senão ser~~ao perseguidos, maltratados, abandonados e excomungados da comunidade.

4 em cada 10, também refletem que nem tudo são flores ( boa parte é cimento superfaturado) e que estes 40% da população, ao contrário das duas últimas eleições, onde foram montados este esquema sujo e promíscuo entre câmara e prefeitura, estarão atentos à cada passo em falso dia após dia, pra não dar tempo da velha retórica transformar em "ato de bravura" manipulações covardes como a da licitação do transporte coletivo, assim como desfigurar denúncias legítimas baseadas em documentos oficiais em "fofocas" como o caso deste mesmo contrato como as novas empresas de ônibus que, assim como toda lícitação realizada nesta cidade, é priorizado sempre o concessionário e nunca o cidadão que vai pagar a conta, ou será que alguém vai achar engraçadinho e o prefeito bunitinhu e bonzinho, quando seu IPTU subir 25% além da inflação todo ano numa época de recessão.

4 em cada 10 também serviram para que a arrogância instalada no poder se abrandasse e, na pele de cordeiro, assumisse diversos compromissos que temos à obrigação de ostensivamente cobrar, afinal, foram os fatores determinantes para sua nova vitória.

4 em cada 10 também estarão atentos à profunda crise mundial que atingirá como uma bomba nossa cidade que vive essencialmente das exportações, principalmente da Embraer e GM e exigirão que este governo mostre com atos capacidade para atenuar os impactos da crise, atos estes que nestes 12 anos só ficaram em promessas como a fábrica de empregos que nunca saiu do papel.

4 em cada 10, vão se tornar 5 em cada 10, depois 6 em cada 10 e assim sucessivamente.

Portanto, você que hoje é 4 em cada 10 e que será obrigado á viver sob uma ditadura de 6 em cada 10 que não enxerga as necessidades de 4 em cada 10, não esmoreça, acredite, faça a diferença pois, assim como disse Gandhi: " Eles podem destruir o meu corpo, podem até me matar, mas ai terão o meu cadáver, não a minha submissão!"

Sintam-se vitoriosos e trabalhem arduamente durante os anos que virão para que 11% de iludidos que por falta de perspectivas acham que todo mundo igual, acordem e mudem de vez esta cidade e esta nação.

J. Saladino

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Um Domingo para ficar na história de São José

Faça sua parte, e jogue com seu voto, uma pá de terra nestes sacanas!!!

Vamos fazer esses POLÍTICOS TRABALHAREM- NÃO OS REELEJAM!!!



Vamos fazer esses POLÍTICOS TRABALHAREM- NÃO O REELEJA!!!

Inês
Escola de Política e Cidadania

As eleições estão chegando... e para um voto consciente vale a pena lembrar quem foram os Vereadores de nossa cidade que aumentaram os próprios salários em 85% (Passaram de R$4.500,00 para R$8.320,00 os seus rendimentos). E quem os colocou lá??? Eu, você, nós!!! Pensem bem antes de votar... Está na hora de pelo menos tentarmos colocar na Câmara Municipal pessoas novas, que não são políticos profissionais. Temos, em nossa cidade, vereadores cumprindo o 6º mandato seguido!!! É um absurdo... Não que outros que entrem lá serão melhores ou honestos, mas vale a pena tentar...

Seguem os nomes dos que votaram a favor do aumento salarial de 85% e estão fazendo da política profissão:

1) Alexandre da Farmácia - PR (3º mandato, 12 anos)

2) Robertinho da Padaria - PPS (1º mandato, 4 anos)

3) Cristiano Pinto Ferreira - PSDB (3º mandato, 12 anos)

4) Dulce Rita - PV (2º mandato, 8 anos)

5) Fernando Petiti - PSDB (1º mandato, 4 anos)

6) Juvenil Silvério - PSDB (1º mandato, 4 anos)

7) Luiz Mota - DEM (1º mandato, 4 anos)

8) Macedo Bastos - DEM (4º mandato, 16 anos)

9) Miranda Ueb - PPS (6º mandato, 24 anos)

10) Jorley Amaral - DEM (4º mandato, 16 anos - Assinou o documento que propôs o aumento)

11) Valdir Alvarenga - PSB (3º mandato, 12 anos)

12) Walter Hayashi - PSB (3º mandato, 12 anos)

Conheça a cláusula 33 que autoriza aumento do Ônibus em janeiro do ano que vem e outras armações de Curi que tentam esconder

O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O GOVERNO CURY E QUE A IMPRENSA POUCO OU NADA FALOU

1. O Prefeito assinou os novos contratos com as concessionárias (Expresso Maringá e Júlio Simões) no dia 17 de abril de 2008, prevendo na sua cláusula 33 que as empresas terão direito a reajuste da passagem desde janeiro de 2007 e que o reajuste será sempre anual. Isso significa que as empresas vão cobrar o reajuste em Janeiro de 2009. Vejam na íntegra a cláusula 33 dos contratos assinados:

Cláusula 33 - O valor da tarifa será revisto pelo Poder Concedente fundamentado em estudo técnico que considerará:

a) Como base de cálculo, os estudos econômico-financeiros apresentados pelas Concessionárias em suas propostas de valor de outorga ofertadas na Concorrência, na forma do Anexo 4;

b) A variação dos preços dos insumos e salários que compõe os custos de prestação dos serviços deverão ser reajustados anualmente, considerando a data-base de preços fixada em janeiro de 2007 e mediante a aplicação da fórmula a seguir:

RC = (0,43× p + 0,28× c + 0,29× i) ×100 , onde

RC = Percentual de Reajuste Contratual
p = Variação percentual de Pessoal - Nominal na área de concessão
Fonte: Será utilizada a variação anual dos salários, com base nos acordos
coletivos das empresas e os sindicatos profissionais da categoria. A
concessionária deverá remeter cópia dos acordos trabalhistas de seus
respectivos sindicatos profissionais.
c = Variação percentual do preço de combustível
Fonte: Coleta de preços junto aos fornecedores para grandes consumidores.
Este item deverá ser ponderado em função dos combustíveis utilizados na frota
da área de operação, como óleo diesel, gás, etc.
i = Variação do Índice acumulado da Inflação medida pelo IPC – FIPE
Fonte: Acompanhamento da publicação mensal realizada pela FIPE –
Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas da Universidade de São Paulo.

c) A variação dos dados de produção e oferta (quilometragem rodada,
quantidade de veículos e suas características);

d) O impacto da criação, alteração ou extinção de quaisquer tributos ou
encargos legais, exceto os impostos sobre a renda.


2. Foram feitas três licitações para conseguir adquirir as 70 câmeras de segurança. A primeira licitação foi feita em 25 de outubro de 2006 e somente agora em setembro/08 é que se conseguiu concluir a licitação, ou seja, foram gastos 2 anos para fazer essa contratação;

3. De acordo com os documentos do PSDB, em janeiro de 1997 existiam na cidade 90 loteamentos clandestinos, morando 18.000 pessoas. De acordo com a Prefeitura, atualmente existem 94 loteamentos clandestinos, morando em torno de 35.000 pessoas. No Governo Cury não foi regularizado nenhum loteamento clandestino. E nos últimos 12 anos a população morando em loteamentos clandestinos praticamente dobrou;

4. O Regime Previdenciário Próprio do Servidor daqui a 8 (oito) anos passará a consumir recursos do Patrimônio do IPSM para cobrir os déficits previdenciários (Despesas maiores que as Receitas) e daqui a 23 anos terá consumido todo o Patrimônio, ou seja, estará quebrado.No início de 2005 previa-se demorar 6 anos para começar a consumir o patrimônio e 35 anos para consumir todo o patrimônio. Em 4 (quatro) anos de governo CURY a situação agravou reduzindo a sobrevida do patrimônio do Instituto em cerca de 12 anos. E o pior, o Prefeito CURY através da Lei Municipal nº. 6.831 de 27 de junho de 2005, de sua autoria, fez a redução da contribuição patronal ao Instituto de 20% para 18,67% agravando mais ainda a situação atuarial, trazendo prejuízos incalculáveis à saúde financeira do Instituto, colocando em risco as aposentadorias e pensões daqueles que vierem a ter este direito daqui a 24 anos;

5. Somente para obter a autorização da Câmara para fazer a concessão dos Serviços de Transporte Coletivo, o Prefeito Cury gastou 610 dias e apresentou por três vezes o projeto de lei de forma errada. Inclusive o poder Judiciário teve que intervir na Câmara, na sessão do dia 09/11/2006, pela primeira vez na história de São José dos Campos, para não deixar acontecer a votação de um dos projetos do Prefeito, por causa das muitas irregularidades;


6. Conforme o próprio Jornal Valeparaibano noticiou as mais de 30 mudanças na Lei de Uso, Ocupação do Solo e Zoneamento da cidade, durante o governo Cury, não foram apresentadas ao CMDU - Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano como a lei exige;

7. O Ministério Público do Estado de São Paulo, através da Promotoria de Justiça da Infância e da Juventude de São José dos Campos – representado pela Promotora de Justiça Dra. Silvia Regina Brandi Máximo Ribeiro, celebrou com a Prefeitura em 04 de setembro de 2007 um termo de compromisso e ajustamento – INQUÉRITO CIVIL Nº. 01/06, para zerar o déficit de vagas nas escolas de Educação Infantil (Creche e Pré-Escola) no município.Por este termo, a Prefeitura assumiu o compromisso de realizar várias obras e aumentar o nº. de vagas na Educação Infantil até dez/2008. Principais Compromissos:
a) Ampliar 2.802 vagas na pré-escola – Educação Infantil;
b) Ampliar 2.479 vagas nas creches;
c) Construir 8 novas Creches (Jd. Castanheiras -Telesparker – Eugênio de Melo – Jd. Flamboyant – Jd. Satélite – Morumbi/Pque Industrial – Jd. Jussara e Jd. Santa Inês III).
O que terá cumprido até dez/08:
a) Atingirá 2.182 novas vagas na pré-escola – Educação Infantil (78%)
b) Atingirá 1.429 novas vagas nas creches (58%)
c) Terá construído 4 (quatro) novas creches (50%)

O que deixará de cumprir até dez/08:
a) 620 novas vagas na pré-escola – Educação Infantil (22%)
b) 1.050 novas vagas nas creches (42%)
c) 4 (quatro) novas creches(50%)

8. De acordo com a Lei Municipal nº. 6.925, de 30 de novembro de 2005 - o Plano Plurianual de Aplicação – PPA – 2006-2009 previa a transformação da UPA do Alto da Ponte em Hospital das Clínicas Norte. E esta obra estava prevista para ser iniciada em 2006 e concluída em 2007, aumentando mais 100 leitos hospitalares, estimando um custo de R$ 2.300.000,00. O prefeito não iniciou esta obra em 2006 e nem concluiu em 2007. E olha que em 2007, houve uma Sobra de Caixa de R$ 203 milhões e nem assim a Prefeitura fez esta obra. Somente está começando agora em setembro/08, faltando apenas um mês para as eleições;
9. O Governo Cury terceirizou a merenda escolar de 65 escolas da rede estadual. O contrato foi assinado em março de 2006, com a empresa SHA- Santa Helena Alimentos por 12 meses, ao preço de R$ 0,91 por merenda, totalizando o valor de R$ 4.865.603,49. Agora em junho de 2008 a Prefeitura indenizou a empresa, pagando R$ 1.269.840,11 para cobrir diferenças de custos de forma retroativa. Além disso, fez um novo contrato em 30 de maio de 2008, por 6 (seis) meses, sem licitação, pagando pela merenda R$ 1,78; ou seja, deu um aumento de 95,6% para a empresa, enquanto a inflação no período foi de 14,26%, mesmo reduzindo o nº. de escolas para 60, o novo contrato passou para R$ 7.019.216,40 para apenas 6 meses;

10. O Prefeito falou na sua propaganda eleitoral que contratou cerca de 300 médicos em seu governo. Na verdade de acordo com o que foi publicado nos Boletins do Município e com as Portarias assinadas pelo Prefeito, ele contratou até 30 de agosto de 2008, apenas 229 médicos e não disse que durante o seu governo saíram da prefeitura exatamente 186 médicos, sendo 20 em função de aposentadoria, 154 pediram conta, 12 foram demitidos. Desta forma, o Prefeito conseguiu contratar no seu governo apenas mais 43 médicos, sem considerar que 37 médicos pediram licença do serviço.

11. O Prefeito Cury apresentou ao legislativo em 20 de novembro de 2006 dois projetos de leis de sua autoria que foram aprovados pela Câmara e viraram leis: 1- PELOM 02/2006 alterando o artigo 198 da Lei Orgânica do município para fazer com que os novos valores da Planta Genérica de Valores – tabela que definem os valores do metro quadrado do terreno e das construções para efeito de cobrança do IPTU sejam feitos de quatro em quatro anos e comecem a vigorar sempre no primeiro ano do mandato do Prefeito; 2- PLC 28/2006 – que dispõe sobre o IPTU – alterações da lei de cobrança do IPTU e a atualização da Planta Genérica de Valores.

Não precisa dizer mais nada: As mudanças que o Cury fez na cobrança do IPTU somente entrarão em vigor em Janeiro de 2009, pela simples aplicação da alteração do art. 198 da Lei Orgânica do Município. Se você tem dúvida, consulte a atual lei Orgânica do Município no site da prefeitura ou da Câmara e verá o art. 198, seu parágrafo 4º:
“Art. 198...
§4º A fim de preservar-lhe a compatibilidade com os valores de mercado, a periodicidade para edição de nova Planta Genérica de Valores Imobiliários, base de cálculo, do imposto previsto no Inciso I, deste artigo, será de 4 (quatro) anos, devendo ocorrer no 1º (primeiro) ano do mandato do Prefeito, nos termos do artigo 86 desta Lei Orgânica.”

12. No Governo Cury foram criados 72 cargos de confiança e de livre nomeação, preenchidos sem a realização de concursos público.Esses cargos foram criados através de 7 (sete) leis e são: 2 de Secretário Municipal; 1 de Secretário Adjunto; 1 de Comandante; 1 de Subcomandante; 5 de Diretor; 1 de Administrador; 2 de Gerente; 2 de Coordenador; 6 de Consultor; 6 de Assessor de Imprensa; 15 de Chefe de Divisão; 2 de Gestor de Contratos; 27 de Assessor e 1 de Assistente Técnico.Os salários variam desde o menor de R$ 1.775,30 até o maior de R$ 8.967,77. O custo para os cofres públicos destes cargos, desde a sua criação até o mês de agosto de 2008 é de R$ 10.208.050,36, sem considerar os Encargos Sociais e os benefícios. Equivalente ao custo mensal de R$ 4.349.046,52, também sem Encargos Sociais e Benefícios;


13. Cury criou em outubro de 2007 o “PAGUE-FÁCIL” – para receber os créditos da dívida ativa do IPTU e do ISS. Foi muita fila e desorganização para fazer o acordo. Mas recebeu menos de 6% dos créditos. A Dívida Ativa em1996 representava 15% da arrecadação anual do município e hoje representa 72%. Ou seja o prefeito não está cobrando a Dívida dos ricos. Pois todos sabem que os pobres e a população média quando não paga tem os seus bens penhorados e leiloados. E pasmem o Prefeito lançou na Contabilidade da Prefeitura R$ 167 milhões como previsão de perdas em 2007, desistindo de receber. Afinal de quem o Cury desistiu de receber. De gente pequena não foi, pois não daria tanto assim. Como se justifica? De quem ele não vai mais cobrar?
14. Em fevereiro deste ano, o município estava vivendo uma calamidade com as chuvas e enchentes. Até morreu uma senhora. Naqueles dias descobriu-se que a prefeitura tinha gerado em 2007 uma sobra de caixa de R$ 53,5 milhões. Os vereadores queriam que o prefeito utilizasse esse dinheiro para combater as enchentes. Agora vejam as mentiras como correram soltas:

a) o Prefeito disse e está escrito no Jornal Valeparaibano do dia 21/02/08 que ele não podia usar aquele dinheiro pois a lei de responsabilidade fiscal obrigava ele gastar 25% com a Saúde e 25% com a Educação e que o dinheiro já estava todo comprometido;

b) o Prefeito omitiu e não falou que na verdade ele teve uma sobra de caixa no exercício de 2007 de cerca de R$ 203,3 milhões;

c) Tanto é verdade que o Prefeito até o dia 19 de setembro já destinou cerca de R$ 190 milhões para diversas novas despesas, conforme decretos publicados no Boletim Oficial do Município;

d) Pasmem! Para a Saúde somente destinou pouco mais de R$ 1,8 milhões, ou seja, menos de 1% da sobra de caixa. E onde estão os 25% que a lei o obrigava, Prefeito?

15. A Creche do Jardim Castanheiras teve a entrega da sua construção atrasada em mais de 320 dias. E depois que ficou pronta, levou quase um ano (210 dias) para entrar em funcionamento. E o custo que deveria ser de R$ 2.604.320,24, em função da rescisão com a primeira empreiteira contratada e da nova contratação, acabou custando a importância de R$ 2.854.365,33, ou seja: ficou mais caro em R$ 250.045,09. E essa creche tinha determinação da Defensoria Pública do Estado para entrar em funcionamento em outubro de 2007, mas só entrou em funcionamento recentemente.

16. Em quatro anos o Cury assinou 3.479 contratos temporários de professores e profissionais da educação. Muitos Professores estão há quatro ou seis anos contratados dessa maneira, sem nenhum direito ou garantia. Esses contratos são ilegais, pois ferem a Constituição. Em seu governo contratou apenas 280 concursados (professores e profissionais da Educação). Mas saíram 235 nesse mesmo período, resultando um saldo de apenas 45 servidores a mais em quatro anos (11 por ano). Isso ele não fala, principalmente porque não realizou concurso público ou chamou mais Professores aprovados. De acordo com a sua prestação de contas para o TCE ele tem 169 vagas em aberto, que poderiam ser preenchidas com Professores concursados. A Educação é ou não é fundamental?


17. O Prefeito Cury fala muito que um dos problemas do Hospital Municipal é o fato de muita gente de fora que vem para ser atendido aqui. Será verdade? Na prestação de Contas do dinheiro do SUS, no programa do DATASUS, os números não demonstram que o Prefeito está certo. No ano de 2007 que São José atendeu mais gente de fora, foi apenas de 4% do total atendido.
Ano
Total
Residentes
Não residentes
Percentual de gente de fora
2002
30.060
29.645
415
1%
2003
27.765
27.529
236
1%
2004
29.763
29.460
303
1%
2005
27.732
27.182
550
2%
2006
26.710
25.991
719
3%
2007
29.073
27.978
1.095
4%









Fonte: DATASUS
18. O Prefeito fala que não era marinheiro de primeira viagem quando começou o seu governo. Mas olhem o que aconteceu em 2005. O Tribunal de Contas do Estado identificou 16 (dezesseis) irregularidades na prestação de Contas da Prefeitura do exercício de 2005, dentre elas duas estão relacionadas com a área de saúde:
a) PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE- O Plano foi aprovado ao final do exercício, em 23/11/05, o que implicou em concluir pelo não cumprimento da Portaria MS nº. 548/GM de 12/04/01.
b) CONTROLE DOS RECURSOS POR MEIO DO FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE - Aprovação extemporânea das Contas referentes aos Recursos/Aplicações. Não realização de audiências públicas no exercício de 2005.

19. A Prefeitura contratou em 2007 a empresa Triani Assessoria e Treinamento Educacional Ltda por R$ 379.000,00 para fazer pesquisa educacional em 138 escolas e para prestar assessoria em projeto de valorização da qualidade de ensino. Previa durar 4 meses, iniciando em 28/11/07 e encerrar em 28/03/08. Desta forma contratou serviços de pesquisas com pais e alunos da rede municipal, justamente em períodos de início e realização de férias escolares (dezembro e janeiro). E olhem até junho/08 ainda não havia sido concluído o trabalho contratado.

20. O Quadro de Pessoal da Educação conforme a prestação de Contas da Prefeitura ao TCE em 31/12/2005 era a seguinte: a) Havia 601 cargos efetivos de Professor I e destes apenas 421 estavam providos. b) De Professor II havia 362 cargos efetivos e destes apenas 259 estavam providos. Portanto nos dois cargos tinha 283 vagos, sem provimento.
Nos anos de 2006, 2007 e até 31 de agosto de 2008, conforme Portarias publicadas pela Prefeitura, a movimentação no quadro de Pessoal de cargos efetivos ficou assim:
a) Professor I - 177 novas contratações e 81 profissionais se desligaram, sendo 42 por Aposentadoria; 33 pediram conta; 1 falecido e 5 foram demitidos. Portanto acrescentaram-se no período 96 novos professores. É importante mencionar que neste mesmo período 37 foram licenciados.
b) Professor II – 70 novas contratações e 52 profissionais se desligaram, sendo 16 por Aposentadoria; 29 pediram conta e 7 foram demitidos. Portanto acrescentaram-se no período 18 novos professores. É importante mencionar que neste mesmo período 13 foram licenciados.
Desta forma, o quadro de Pessoal de Efetivos em 01 de setembro de 2008 é o seguinte:
a) Há 601 cargos efetivos de Professor I e destes apenas 517 estão providos.
b) De Professor II há 362 cargos efetivos e destes apenas 277 estão providos. Portanto nos dois cargos há 169 vagos, sem provimento.
Outra informação importante é ter o conhecimento de quantos Professores foram contratados nos últimos 4 anos, através de Processo Seletivo Simplificado com vínculo pela CLT por Prazo Determinado (Prazo de 12 meses com prorrogação máxima de mais um ano). De acordo com os Editais publicados pela Prefeitura no Boletim Oficial do Município foram contratados no período de 01 de janeiro de 2005 a 31 de agosto de 2008 o total de 3.663 Professores por Prazo Determinado, compreendendo:
a) Professor I – 681 profissionais;
b) Professor II – 763 profissionais;
c) Professor Eventual I – 1.677 profissionais;
d) Professor Eventual II – 542 profissionais.
Infelizmente não sabemos, quantos destes tiveram seus contratos encerrados, pois a Prefeitura não publica os desligamentos por encerramento de contrato.
De posse destes destas informações, os eleitores podem entender de como a Educação está prejudicada com a falta de Professores e também a precariedade dos contratos da grande maioria dos atuais Professores. Pois os contratos por prazo determinado, não asseguram para os professores os mesmos direitos dos demais servidores municipais.


21. HOSPITAL MUNICIPAL BONITO POR FORA E FEIO POR DENTRO. Vejam a grande gestão da SPDM e do Cury:
· Basta visitar a Pediatria do Hospital Municipal que você vai conferir. Quando chove tem goteira para todo lado e sempre falta material. As crianças ficam no corredor em macas improvisadas, falta de higiene (existe um banheiro só para todas as crianças da observação- o que às vezes dá 20 crianças por banheiro e 2 banheiros para mais de 40 mães e pais. As paredes estão com mofo e infiltrações nenhuma das melhoras apregoadas no inicio da gestão terceirizada foram realizadas.
· Na maternidade, no centro obstétrico, tem duas enfermarias de pré-parto sem nenhuma ventilação e em somente uma, há banheiro com chuveiro.
· Tem Vazamento de gás – Oxigênio, há mais de dois anos. Isso significa que o dinheiro público ta indo para o ralo e as fornecedoras de Oxigênio ganhando dinheiro fácil;
· Nas janelas dentro do Hospital podem ser vistas muitas cortinas feitas de maneira improvisada com cobertores colados com fita crepe;
· Tem infiltrações no teto e nas paredes em muitos locais, tem também macas enferrujadas pelos corredores.





Aliados prevêem derrota e abandonam Curi

Composta por uma legião de mercenários e partidos filiais do PSDBesta (Ou você acha coincidência que, por exemplo, o PTB tem como presidente o Juninho chefe de gabinete do Dié do PSDBesta?) a coligação remendão está com os dias contados.

Quem anda pelas ruas e recebe aquele mundo de santinhos goela abaixo vai perceber que 9 em cada 10 candidatos à vereadores ligados ao prefeito, escondem o belezoca com medo de perder voto.

Chega até à ser engraçado quando você pergunta para eles quem é o candidato deles à prefeito. O sujeito fica desconcertado e dando uma desculpa esfarrapada, diz que apoia o prefeito na marra ( o que não é de todo mentira) mas que você pode votar no prefeito que desejar.

A deserção é tanta, que até os militantes do holerith abandonaram as bandeiras e estão procurando um jeito de se aproximar do PT.

Prova de que o mar não está para peixe, está na tentativa de carreata realizada pelo prefeito que teve menos de 30 carros! ou seja, nem os mais de 300 (trezentos) pelegos acabidados na prefeitura ousaram se misturar à essa gentalha tucana!

Aliás, por incrível que pareça, quem mais esconde o prefeito no material são justamente os vereadores de seus próprio partido que, ao invés de colocar a foto do prefeito, colocam a foto do Emanuel junto à eles, isso quando colocam alguma coisa.

Dia desses peguei um material do Cricriânus e também do Dié dor de barriga e vi que o nome da coligação estava escrito numa letra tão pequena que precisaria de uma lupa para enxergar, e só não colocaram o nome do Carlinhos porque poderiam ter suas candidaturas impugnadas pela lei de fidelidade partidária.

Aliás, na Zona Sul tem vereador que duma hora para outra virou PT desde criancinha, não é mesmo Marmota?

Se estão todos abandonando o barco é porque a cosia está mais feia do que imaginamos!

Por isso, faça um último esforço, ligue para os amigos, parentes e ajude à impingir uma derrota mais fragosa à esta gente arrogante que trata o povo como merda.

Domingo, a esperança vai vencer o medo em São José!

Fora Tucanada, Fora vereadores safados, vão mamar em outro lugar!!


J. Saladino

Quem diria: Toninho foi a grande supresa do último debate


Como não acerta uma, o aprendiz de prefeito, pra fugir do confronto com o principal adversário, direcionou todas as suas perguntas ao Toninho, pensando que este não estava preparado e, como sempre, caiu do cavalo.
Toninho foi muito enfático em todas as questões, principalmente quanto ao descaso em relação á educação que fica vendendo ilusão de que todo mundo vai virar empresário e cria ilhas de exceção e segregação achando que é vantagem.
Aliás, outro fato à se ressaltar é que, usando a manjada tática de perguntar ao adversário sobre alguma realização sua, a gente descobre que tudo, tudo mesmo, não saiu do projeto piloto. Muito pouco para alguém que está há 12 anos no governo. Vai ficar fazendo laboratório até quando? Vai usar a população de cobaia até quando? Aliás, em debate recente numa escola, o demente do prefeito disse que o Urbanova é seu laboratório, que usa o bairro de cobaia (isso pode ser conferido no Youtube) Cadê o respeito pela população, este cara está pior que Hitler.
Outro fato relevante é a desculpa de que não cumpriu as promessas porque 4 anos é muito pouco... Bem o próximo mandato é de 4 anos então a gente já tem uma idéia de que, de novo, suas promessas não vão sair do papel porque pra gente lerda e incompetente, nunca dá tempo de resolver nada.
Sobre o IPTU e o aumento da Passagem, mostrou desconhecimento do conteúdo do contrato e do projeto de lei que assinou, inclusive não respondeu sobre o art.33 do contrato de licitação que é público e dá pra gente conferir, que está liberado sim, à partir de janeiro, o aumento da passagem de ônibus.
Em relação ao IPTU, novamente fugiu da resposta e jogou nas costas dos vereadores puxas-sacos, porque não tem brio suficiente para assumir as cagadas, por isso a culpa é sempre do secretário X, do funcionárioo Y, o babaca nunca sabe de nada.
Portanto, domingo vamos ter um crise de memória também esquecer que esta ratazana nariguda existe, domingo vamos dar um pé na bunda deles.

Sem luz própria, prefeito poste se limita à repetir jargões e não aponta soluções nem dá respostas

Mais perdido que cego em tiroteio, repetindo jargões à exaustão e grande desconhecedor da cidade que desgoverna, o aprendiz de prefeito sofreu ontem no debate, e não convenceu.

O mais engraçado (pra não dizer trágico) é que seu novo bordão, de que o rival só aparece de 4 em 4 anos na cidade, se aplica na verdade exatamente à ele, ou você já viu, durante estes 4 anos de desgoverno este aprendiz de prefeito circulando pelo seu bairro?

Nem agora, em época de eleição este demente faz isso. No máximo se restringe à dar umas voltinhas em feiras livres e no calçadão rodeado de puxas-sacos. Muito pouco para alguém tão despreparado para cuidar duma cidade como a nossa e que vai sofrer duríssimo com a nova crise mundial, pois, se nossa cidade é a 2ª em exportação, é ai que vai doer e, como já vimos, este mentecapto deixa todas as empresas fugirem da cidade, portanto, quem vai pagar a conta da crise é você, porque o dele tá garantido.

Um cara incapaz de pedir voto até pra si mesmo não merece respeito. Um homem que há 4 anos e precisa confundir o eleitor, colocando o ex ao seu lado, pro eleitor pensar que quem governa o outro, não merece ser nem síndico de prédio.

Domingo, fora com eles e com essa cambadinha de vereadores que entregaram nossa cidade de bandeja pros aproveitadores.


J. Saladino

Apavorado, Curi lança panfleto de 1 metro onde não explica o aumento do IPTU e da passagem de ônibus

Acostumado à tratar as pessoas como retardadas mentais, o aprendiz de Prefeito, apavorado com a real chance de não passar nem do 1º turno, lançou nas ruas um poster de quase um metro de comprimento onde se diz vítima de boatos, entretanto, com tanto papel jogado fora, não rebate uma linha sobre as acusações do IPTU e do aumento da passagem de ônibus, assim como engasgou , enrolou e acusou ontem no debate sem entretanto dar um resposta.

E por que não responde aos supostos boatos?

SIMPLESMENTE PORQUE É A MAIS ABSOLUTA VERDADE!

Cara de pau como todo tucano, fica lá fazendo discurso de que trabalha feito louco o dia todo, mas se contradiz até em seu próprio material de campanha quando diz que almoça todo dia no restaurante de sua mulher. Quem já passou por lá, sabe que o moçoilo e seus cupinchas não passam menos de 2 horas ! por lá, sendo que o tempo de almoço de um servidor público é de no máximo 1 hora e meia. Aliás, se ele faz campanha na hora do almoço, nestas duas horas faz o que então?

Uma pessoa que quer ter uma rotina de cidadão comum, deve ser um cidadão comum e não prefeito de uma cidade.

E não adianta ficar se escondendo atrás de frasesinhas de efeito igual à qualquer tucano, que na falta de argumentos, ficam repetindo bordões à exaustão. Não é à toa que nossa cidade virou uma Zorra Total, pois é muito bordão e pouca ação.

Será que não dava pra explicar tintin por tintin o aumento do IPTU e da passagem de ônibus nesta cartinha imbecil? Claro que dava, tanto dava que, na falta de assunto, deixaram o verso em branco.

NÃO EXPLICOU PORQUE NÃO TEM EXPLICAÇÃO E O FERRO VAI ENTRAR SE VOCÊ CAIR NESTE GOLPE BARATO.

Por isso, Domingo, Fora com Eles!!!

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO