sábado, 31 de janeiro de 2009

Grupo de empresários se une para pressionar empregados à abrir mão de salários


Grupo de empresários se une para pressionar empregados à abrir mão de salários
J. Saladino

Na lógica da corda que sempre arrebenta do lado mais fraco, um grupo de 34 empresários de São José dos Campos SP, aproveita-se da crise para pressionar funcionários e sindicatos à abrir mão de parte de seus salários e garantias (banco de horas) em troca de um mísera estabilidade de apenas 3 meses.

Usando e abusando da mídia comprada para mais uma vez jogar a opinião pública contra os trabalhadores e seus sindicatos, busca aproveitar este momento de incertezas e medo propositalmente calculados e estimulados para aumentar ainda mais suas margens de lucro justamente sobre as costas daqueles que produziram com seu suor, suas riquezas.

A propostas é suja e covarde, pois hoje, com os contínuos arrochos nos salários e a injeção de tecnologias para substituir postos de trabalho, a folha de pagamento tem influência muito pequena sobre os custos de produção, muito menores, por exemplo, que as margens de lucro, impostos, matérias primas e fornecedores.

Se querem tanto diminuir custos, porque não abrem mão de parte de suas margens de lucro? Porque não negociam melhores preços com fornecedores?

O Governo também não ajuda enquanto continua bancando juros extorcivos, facilitando que gente que nada produz ganhe mais que quem investe na produção, dando margem aos discursos de empresários inescrupulosos que, para investir, querem ganhar mais do que na especulação.

O pior que isso que acontece em São José (sempre São José, coincidência?) vai servir de base para que outros empresários do país endossem o mesmo discurso e no final, quem menos teve haver com a crise é quem vai pagar a conta.

Essa é a Empreendedora São José dos Campos que o povão reelegeu acreditando mais uam vez em promessinhas, uma cidade onde o “empreendedor” vem em 1º lugar e o povo que se fo...
Jorge Saladino

9 Comentários:

Nocturna disse...

Saladino,
Aqui em Portugal,as grandes empresas sobretudo as internacionais, também estão nessa de diminuir ( um pouco) a jornada de trabalho mas diminuir (muito) o salário dos trabalhadores.
Os empresários enquanto tiveram lucros fabulosos, para pagar salários monumentais aos gestores , pôr dinheiro no estrangeiro e fazer a grande vida, viagens, iates e tudo mais, não repartiram com os trabalhadores, agora , e antes que tenham prejuízos vai toda a gente para a rua.
Cada trabalhador, está sempre em pânico com medo de que chegue também a sua vez.
Estas são as consequências deste capitalismo selvagem e da globalização.
Daqui de Portugal, abraço nocturno

Anônimo disse...

Empresários se reunem pra fritar trabalhadores, querem fazer acordo e depois que os empregados abrirem as pernas terão direito até a três meses de estabilidade, que brincadeira de mal gosto, três meses de estabilidade só, com salarios reduzidos, ops será que pra eles não é uma boa, pros empresários lógico...rs depois de três meses e com os salários reduzidos, pegam alguns outros empregados e demitem, que maravilha!!! puts que acordão, vão ralar de trabalhar ganhando menos e com menos gente na produção... vão aceitem estes acordos, assim como a maioria da população elegeu o Cúry... Só pra relatar a japa do sindicato dos servidores ja ta botando a manguinha de fora, colocou acessor de gabinete pra trabalhar no sindicato, cabo eleitoral da campanha, e começou a demitir funcionários do sindicato. HOOOOOOOOOO JAPA o sindicato é NOSSO, se continuar fazendo merda vamos fazer uma campanha de desfiliação jamais vista em uma entidade sindical, se liga chapa 3, quem mantém este sindicato somos nós servidores, sem a gente ele fecha, então é bom parar com as demissões e com o assédio moral heim... que merda de PT, são josé ta fudida na mão destes vermes, que deveriam se opor aos desmandos da administração municipal, mas o que vemos é uma diretoria sindical que persegue, oprime e sacaneia quem mais trabalha...além de que a rumores que a japa juntos com as colegas ja estariam vendendo os servidores em troca de aprovar alguns projetos do PT, que vergonha de partido, quem por tradição lutava do lado dos trabalhadores hoje mente, persegue e prejudica... Só pra constar no dia da apuração dos votos tinha gente da chapa 3 gritando que não deveriam abrir a urna da fundhas, por não se tratar de servidores, quem será??? Vera gualtieri ou amélia, ou as duas??? quem acerta... Como diz Antonio Leite... o povo ingrato...

Hudson Roati disse...

Não tenho muito a somar aos dois comentários anteriores. Mas isso só tá começando.

GEOGRAFIA NO VESTIBULAR disse...

Gostaria de parabenizar o BLOG pela qualidade....
um abraço

Saladino disse...

Infelizmente, essa postura dos empresários já está sendo providencialmente alardeada por formadores de opinião da midia local com a "reinvenção da roda"

Anônimo disse...

O mais curioso na minha opinião é aura de que tudo vai se ajeitar na cabeça das pessoas, vejo isso desde o natal, que mesmo fudidos fizeram suas compras sem pestanejar e esperando uma “milagre natalino”.
Admiro a esperança e a formar com que o brasileiro encara a vida, mas acho golpe baixo o que o governo e a midia vem fazendo com a cabeça cidadão de bem.
Só que a natureza é muito sábia. Acho que maiorias das pessoas sabem o que acontece quando um animal está acuado e não tem pra onde fugir... (Como na foto que saladino ilustrou no post)

Xacal disse...

É a boa e velha lógica:

O que é meu, é meu...!
O que é seu, é nosso...!

Infelizmente essa é regra já descrita pelo velho Marx:

É o capital que compra a força de trabalho, e não vice-versa...

O problema(e grave)é o Estado funcionar como porta-voz das demandas da parte mais forte...sempre...!

Para isso basta acionar o aparto ideológico à disposição: um pouquinho de míriam leitão aqui, uma pitada de sardenberg acolá...um editorialzinho recitado pelo william bonner, etc, etc, etc...

Cria-se um realidade interessante: fala-se em "proteger" os excluídos(desempregados) pela crise, mas a solução passa por "salvar" as empresas primeiro...

Cutuco meus botões, e eles ficam mudos...

Ora, ora, ora...já que é para "dar dinheiro", por que não colocar direto na conta do trabalhador, e assim recuperar a sua capacidade de consumir, e ai então, fortalecer as empresas...?

Parabéns pelo blog...Um abraço...

PS: refaço a pergunta: como descobriu o blog a trolha...?

Anônimo disse...

Boca no trombone:
Na verdade, os "empresários" do Chácaras Reunidas não tem nada de empresários. Qual deles tem serviços prestados à cidade, qual deles pode ser comparado ao Wagner, do Vale Sul, ou ao Oscar (Calçados. No máximo são um francisco redondo, um espanhol safado que junto com o filho adoram tomar terreninho dos outros. Esse Mário Sarraf sempre foi mal visto desde os tempos da Avibrás, casou com uma dentista e virou secretário municipal do envolvimento econômico, um cuzão, chinelão. Tem gente boa no Chácaras Reunidas, mas são poucos. A maioria não vale merda nenhuma. E a Silvia Cuba fica lá segurando as pontas dos vagabundos. Empresários ahahahaha...

Anônimo disse...

É isso aí, intransigência e 550 pais de família desempregados... Alguém me dá um dinheiro aí agora?

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO