terça-feira, 16 de setembro de 2008

Servidores de carreira são obrigados à militar na campanha do prefeito

Do dia para noite, apareceram em tudo quanto é esquina dezenas de "milicantes" (mistura de milico, puxa-saco e arrogantes) do prefeito chacoalhando bandeiras pró reeleição.
Agora faça um teste e, como quem não quer nada, pergunte qual o local de trabalho dele.

Provavelmente 9 em cada 10 (se não for mais) dirá que é funcionário público municipal, porque ou foi coagido, ou está pendurado num dos cabides do prefeito.

E para que tantos funcionários de carreira aceitem se expor ao ridículo pedindo votos para alguém que nunca deu valor para eles tem algumas explicações entre elas: horas-extras, promessas de promoções, ameaças de cortes e transferências enfim, ninguém está ali por amor à pátria.

Não fosse esse abuso do uso da máquina, muito provavelmente teríamos nas esquinas (durante o horário de almoço, é claro) somente o poste-prefeito e seu ex.

Porque para militar neste governo, somente como afirmam diversos de seus defensores, ganhando um emprego (se duvidam é só ler as muitas ameaças e propostas postadas pelos governistas aqui todos embasadas em boquinhas), ou seja militante do holerith.

Muito pouco para um governo que se acha representate de Deus na terra.

São José merece mais. Fora com eles!

1 Comentário:

Inês disse...

É Saladino, o pior que é milicante a maioria, pois assim estão assegurando o seu cabide, porque não é possível que um funcionário público, que prestou concurso e está exercendo seu trabalho através de curso esteja se prestando a isto.

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO