sexta-feira, 15 de agosto de 2008

Curi o Celso Pitta do Emanuel

Parece praga, mas assim como acontece na grande maioria dos filmes de hollywood que na sanha de ganhar dinheiro fazem continuações medíocre pra seus filmes, na política esta lógica aprece ser a mesma: Os prefeitos e governadores elegem seus sucessores e os mesmos incapazes de ter luz própria, desandam á fazer besteiras com o poder para o qual não possuem a menor capacidade senão aquela de ter sido o puxa-saco número 1 do antigo ocupante da cadeira.

E em São José não é diferente. Assim como ocorreu com Maluf que elegeu o Pitta, aqui Emanuel, provando que elegeria até um Poste, foi literal, e, mais do que eleger o Poste, que ao menos tem luz, elegeu o vira-latas que mijava no poste.

Prova disso é que, depois de só ter sido eleito porque o ex-prefeito pôs a mão em sua cabeça turca, caso contrário não se elegeria nem pra síndico (aliás, não tinha densidade eleitoral quiçá para ser candidato á vereador) em 4 anos de canastrices, arrogâncias, absurdos, mau uso do orçamento bilionário de São José, maior do que o de muitos Estados inteiros (prova disso é recapear avenidas mais de 5 vezes em apenas 4 anos), mesmo assim é incapaz de ter criado uma "marca" de seu desgoverno, o que o faz usar a imagem do ex-prefeito em seus santinhos e, ao invés de falar das conquistas de seus 4 anos, tenta iludir o povo com o que foi feito nos 12 anos.

O Problema desta lógica é apenas um, porém crucial: Curi não é Emanuel e não passa perto nem de longe, e, como não é o Emanuel o candidato mas ele, Curi, que mostrou nestes 4 anos tudo que não deve ser um prefeito, inclusive o de ser um boneco de uma mulherada que o controla como marionetes.

Então o que podemos esperar é uma criança mimada gritando, chorando, fazendo birra e se achando dono da cidade.

Bem feito para nós que apostamos num poste para iluminar uma cidade abençoada como São José que precisa de um sol.

E, como diz o ditado popular: UM PREFEITO QUE COMEÇA COM CU, SÓ PODE TERMINAR EM MERDA!!!

JORGE SALADINO

1 Comentário:

williangoulart@hotmail.com disse...

ALEPARAIBANO 16 de agosto de 2008

Cury tenta evitar greve por gatilho

O prefeito Eduardo Cury (PSDB) voltou a distribuir carta aos servidores esta semana para justificar o não-pagamento do gatilho salarial à categoria, previsto para o início do último mês. Esta é a segunda manifestação do gênero (as duas únicas da gestão) feita pelo prefeito em menos de um mês, que ocorrem diante da ameça de eclosão de uma greve no funcionalismo no próximo dia 19 --em meio à campanha para a reeleição. Nos 10 mil exemplares do documento, o prefeito reiterou a promessa de fazer o pagamento do gatilho, incluindo os valores retroativos entre julho e dezembro, em janeiro do próximo ano, caso ele seja reeleito. A polêmica em torno do pagamento do gatilho salarial ao funcionalismo começou no início de julho, quando o prefeito vetou a concessão de reajuste sob a justificativa de impedimento pela Lei de Responsabilidade Fiscal e Eleitoral --que vetam o aumento de gastos com o funcionalismo nos últimos seis meses de mandato. Especialistas em direito eleitoral e administrativo consultados pelovaleparaibano afirmam que a concessão de reajuste inflacionário são permitidas e que não configuram infrações às leis citadas pelo prefeito.

QUEM DIRIA EM?
O que diria a respeito brother?

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO